Dra. Elisabeth Fernandes
Início Perfil Consultório Temas Pediátricos Reumatologia Links Úteis Perguntas Frequentes Contato

 

 

 

Existem crianças que falam tudo certo muito cedo e outras podem apresentar trocas ainda aos 5 anos.

Saber quais sons a criança deve aprender em cada idade facilita a busca de orientação e tratamento o mais cedo possível.

Falar errado pode fazer parte do processo de aquisição da fala normal. É preciso verificar a fala considerando a idade da criança, porém a partir dos 5 anos, as dificuldades devem desaparecer completamente.

Saiba quando cada som já deve ser pronunciado da forma correta:

Até os 2 anos:
“p” como em papai;
“b” como em bola;
“t” como em tetê;
“d” como em dedo;
“m” como em mamãe
“n” como em nada, não;

Até os 2 anos e 6 meses:
“k” como em casa, quero;
“g” como em gato, gol;
“nh” como em ninho, sapinho, cachorrinho;

Até os 3anos:
“f” como em foca, feio;
“v” como em vaca, vovó.
“s” como em sapo, u,
“z” como em zebra, blusa;

Até os 3 anos e 6 meses:
 “ch” como em xícara, chuva;
“j” como em janela, gelo;
“tch” como em tia
“dj” como em dia

Até os 4 anos:
“l” como em lobo
“r” como em arara;
“R” como em rato, carro;
“l” como em milho, filho;

Até os 4 anos e 6 meses:
“-R-“ como em porta, amor.
 Encontros consonantais (planta, prato, blusa e braço)

As alterações de fala devem ser tratadas assim que possível, para evitar que a criança não tenha dificuldade no convívio com outras crianças; dificuldade emocional e isolamento por não ser compreendida e dificuldades na alfabetização e outras séries escolares.
Lembre-se:  há grandes chances das crianças escreverem errado por falarem errado!

Silvia Hitos
Fonoaudióloga especialista em motricidade orofacial,
mestre e doutora em Ciências da Saúde pela UNIFESP.
Consultórios: Moema, São Caetano e Tatuapé.
Tel: (11) 9.8517-2563

 
< voltar para o início < voltar para temas pediátricos    
InícioPerfilConsultórioTemas PediátricosReumatologiaLinks ÚteisParceirosContato
Merli.Design